terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Ansiedade e a Terapia Floral do Dr. Bach

A Ansiedade está inserida nas chamadas - Doenças Psicossomáticas, que são doenças de causas psicológica e em nível energético. Se manifesta em nível físico através de tremores suor, dores de estomago, taquicardia, entre outros efeitos, conforme o nível mais alto ou baixo de estresse. Esses sintomas são uma forma do corpo demonstrar fisicamente que algo não está em equilíbrio no emocional e sentimental.
Muitas pessoas me perguntam, os florais tratam a ansiedade? Em tese, trata sim. Porém a ansiedade é um efeito físico, mental, de uma causa emocional, sentimental. Difícil? Não, não é.
Vejamos. Se eu te perguntar, o que te causa essa ansiedade? Você pode dar inúmeras respostas: medo de perder o emprego, se sente solitário, temem pelos filhos, um parente está doente e você tem medo de perdê-lo (olha o medo de novo), começou um novo emprego e não sabe se vai conseguir desempenhar bem a função, coloca inúmeras expectativas em uma nova relação..... 
Se continuarmos, as repostas serão inúmeras.
Então, para cada pessoa, a Ansiedade é CAUSADA por um sentimento, diferente para mim, diferente para você, diferente para outro. Sendo assim, a Ansiedade é efeito, certo?
E o que a Terapia Floral do Dr. Bach tem para oferecer a uma pessoa que está em níveis de ansiedade? Tudo!!
A Terapia Floral trata pessoas, trata sentimentos. É uma terapia vibracional muito efetiva para casos de Ansiedade e suas crises (inclusive crises de pânico, mas esse será outro post).
Existem 7 (sete) grupos de essências florais: para o medo, para incertezas, para solidão, para preocupação com o outro, pessoas suscetíveis a influências, desinteresse pelo presente e desânimo/desespero.
Notem que, todos os grupos, estão relacionados a sentimentos, que de uma maneira ou de outra, se relacionam com o que CAUSA ansiedade em cada um de nós.
Então, se perguntada mais uma vez se a Terapia Floral do Dr. Bach trata a ansiedade, eu digo que trata, por que a terapia trata todas as causas que geram ansiedade em uma pessoa.
Tem uma matéria bem completa sobre Ansiedade - Causas Emocionais, feita pela Portal Luz da Serra. Vale a pena ler! 
Um relato de caso simples, que tratei, foi de mulher, 28 anos, relata crises de ansiedade quando se prepara para sair para o emprego, uma vez que tinha uma chefe que a sobrecarregava de tarefas, e ela não conseguia dizer não, ficando extremamente assoberbada. Tinha as crises porque já sabia que seria pedido cada vez mais coisas e ela não conseguia de maneira nenhuma falar não. Trabalhamos com o Floral CLEMATIS - para a condição de subserviência e o ELM - para equilíbrio geral, assoberbado por responsabilidades. Após 60 dias trabalhamos o LARCH - para autoestima.
A Terapia Floral é reconhecida pela O.M.S. e aproveitamos para citar seu parecer: "Cada remédio floral trata uma determinada pessoa e uma condição particular. O uso de todos estes remédios (essências florais) está amplamente distribuído pelo mundo em uma pequena escala. Eles são excelentes para o autocuidado, sendo totalmente sem efeitos colaterais, e não oferecem perigo caso um remédio errado seja prescrito."
É um tratamento extremamente simples, como simples deve ser a vida. Porém não se engane, a terapia funciona!!!
Deixo o link de um vídeo que fiz sobre Ansiedade e a Terapia Floral. Espero que gostem, curtam e compartilhem.

Thaís Monteiro é Psicoterapeuta e coach holístico, mestra em Reiki Usui e Florais de Bach. Atende pessoalmente e via Skype - thais.consultoria@hotmail.com ou (47) 99189-3954

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

O que é o Reiki?

O Reiki é uma técnica curativa milenar que é aplicada através da imposição das mãos. Sistema de auto-cura ou promoção da cura de outras pessoas, animais, plantas, ambientes, livre de tempo-espaço, ou seja, agindo passado, presente e futuro.

Reiki: uma palavra genérica japonesa, utilizada para descrever qualquer tipo de trabalho de Cura que utiliza a Energia ou Força Vital. Não é um nome exclusivo do Sistema Usui de Cura Natural, porém é comum chamá-lo assim no Ocidente.


Para entender o Reiki, precisamos entender que todo o ser vivo é composto de vários níveis de Energia. O equilíbrio e a harmonia dessa energia é que gera a vida e a saúde.

O Mestre Mikao Usui criou o seu Sistema Usui de Cura Natural – Reiki, preocupado em criar um sistema de harmonização e cura simples, por meio da imposição das mãos, que, sem exercícios complicados ou longos treinamentos, pudesse recuperar, harmonizar e estimular a cura dos seres vivos.

Usar Reiki para outra finalidade que não seja o propósito de bem-estar, cura, vitalidade, não é usar a energia Reiki, mas qualquer outra vibração. O Reiki apenas funciona quando a pessoa tem a vontade de doar incondicionalmente, daí ser uma energia dependente do chacra cardíaco do praticante. Sem amor incondicional e capacidade de doar, o Reiki não funciona, nem para auto-tratamento nem para aplicação a outros. Trata o homem como um todo, auxilia o processo de auto-cura do próprio corpo, relaxa os músculos, alivia pequenas dores, auxilia no relaxamento mental e proporciona um bem-estar prolongado.



A energia oriunda desse processo é composta de duas partes, a saber:

Rei
Inteligência Divina manifesta. Matriz de tudo o que é. Gerencia o fluxo da energia Ki em todos os seres, fazendo-os retornar aos moldes originais, quando necessário. Notem que todos os seres tem, originalmente, a matriz correta do fluxo da energia Ki. Como temos livre-arbítrio, o Universo permite que nos afastemos dessa harmonia, através de bloqueios oriundos de comportamentos, emoções e crenças danosas. Contudo, o mesmo Universo dá a oportunidade de obter novamente esse equilíbrio que gera felicidade, saúde e prosperidade, por meio da mudança interior. A energia Reiki é uma potente catalisador nesse processo.

Ki
Os japoneses chamam essa energia de Ki, os Chineses de Ch’i, Pitágoras de Fogo Central, Hipócrates de Fogo Interior, Mesmer de Magnetismo, os hindús de Prâna, Reich de Orgônio, na antiga União Soviética era chamada de Energia Bioplasmática, os judeus de
Nefesh, os alquimistas de Fluido da Vida e tantas outras definições... È oriunda do sol, e pode ser captada pela radiação desse astro, por alimentos frescos “in natura”, pelo ar, e em contato direto com uma pessoa harmonizada (canalizador).

Veja que a Ki que compõe a Reiki não provém do terapeuta. Separamos as duas apenas para fins de explicação, pois a energia é uma só, com propriedades ímpares, ainda que seja o somatório de duas energias com propriedades definidas.

Como funciona o Reiki?

Devemos lembrar que uma das características do REIKI é a SIMPLICIDADE. Nada será necessário para que ele atue, uma vez que você foi SINTONIZADO, iniciado, à Energia Reiki, ela estará atuando em sua aura 24 horas por dia, pelo resto da sua vida, beneficiando-o e a todos que entrarem em contato com ela (conforme sua abertura, necessidade e merecimento).

Técnicas são ferramentas fundamentais para que possamos alcançar determinados benefícios e, em muitos casos, irão se mostrar necessárias ao passo que em outros iremos perceber que nada mais será necessário que não seja nossa atitude como canais da Energia.



As técnicas são importantes para que tenhamos uma maior compreensão das possibilidades da Energia. É de grande utilidade conhecermos o maior número de técnicas possíveis, no entanto, sem nos apegarmos a elas. Quando sentirmos que ests não são mais necessárias, devemos estar abertos a isso e permitir que a Energia siga seu fluxo.

Que sejamos apenas canais de cura....

O Reiki não tem limites, apenas aqueles que estabelecermos, no entanto, para que tudo seja sempre feito pelo BEM SUPREMO de cada um deve-se praticar o Reiki com o intuito de desenvolver a  consciência e a prática do amor incondicional. Esta forma de amor é a que dá sem esperar retribuição, que não olha para caras nem corações mas para a necessidade de um bem maior.

Abraços de Luz!

Gostou? Curta e compartilhe.


Os Benefícios do Escalda Pés

A prática do Escalda Pés é milenar, mas está sendo redescoberta em razão de seus inúmeros benefícios. A finalidade, antigamente, era aliviar os pés depois de longa caminhada, aquecer o corpo de pessoas gripadas, resfriadas, ou mesmo aquelas que pegaram friagem, pois o bem estar acontece quando temos os pés quentes e a mente fria.

Os pés são a base de sustentação do corpo, possuindo uma importância fundamental para a qualidade de vida do corpo e mente. São extremamente fortes, mais ao mesmo tempo delicados, pois fazem um incrível esforço durante o dia, pois estudos estimam que damos mais de 20 mil passos por dia, com uma carga diária de 100 toneladas!!! Além disso possui, através da reflexologia, todo o mapa do nosso corpo, órgãos na sua planta.

Hoje em dia, com o resgate da medicina natural, descobriu-se inúmeros benefícios e inúmeras maneiras de se utilizar o Escalda Pés. Segundo a MTC, Medicina Tradicional Chinesa, essa prática equilibra as energias Yin (pés) e Yang (cabeça), principalmente quando se está cansado, estressado, fadigado física e mentalmente, sendo, inclusive, um ótimo remédio para alívio de dores de cabeça, cansaço, tensões musculares, preocupações, acalmar uma mente muito inquieta, tratar insônia, ansiedade, irritabilidade, impaciência, problemas respiratórios e depressão.

Na Medicina Ayurvédica, Indiana, o Escalda Pés é benéfico para pessoas com tipo ou dosha Vata, que possuem as extremidades frias no inverno. Neste caso, a prática ajusta o equilíbrio energético e ativa a circulação sanguínea nas extremidades.

Essa prática terapêutica é indicada uma ou duas vezes na semana, com a temperatura adequada à sensibilidade de cada pessoa, mergulhando os pés até a altura dos tornozelos, por no mínimo 15 minutos, não ultrapassando 25 minutos.

Um modo de tornar o Escalda Pés mais terapêutico ainda, é utilizar sal grosso, aromaterapia ou fitoterapia em conjunto com a técnica. Caso queira relaxar ainda mais, é possível colocar pedrinhas, bolinhas de gude, pequenos cristais polidos, para massagear em movimentos circulares as plantas dos pés, os músculos e a mente agradecem.

Uma vez que os poros imediatamente se dilatam, ativando a circulação sanguínea, a mente relaxa, descarregando toda a tensão do corpo.

Para potencializar os efeitos do Escalda Pés, acrescente na água os seguintes produtos:
- Sal Grosso Marinho: duas colheres de sopa ajudam a drenar os líquidos do corpo, reduzir edemas, além do relaxamento. Repetindo esse escalda-pés três vezes na semana, poderá combater, também, infecções causadas por fungos.
- Óleo essencial de Eucalipto e Hortelã: auxilia as pessoas que possuem problemas respiratórios, combate o cansaço e alivia a sensação de peso nas pernas. De 5 a 8 gotas para 2 litros de água.
- Sálvia Officinalis: age como tônico, combate a depressão, baixa a pressão e equilibra a circulação sanguínea.
- Alecrim ou Jasmim: pode ser usado em óleo ou a própria erva, traz disposição, alegria e bem estar. Indicado, também, em estados depressivos.
- Capim Limão, Erva Cidreira ou Capim Cidrão: calmante, descongestionante, relaxante.

Em caso de uso de ervas in natura, devem ser maceradas delicadamente na água, para que soltem seus óleos essenciais. Se usar flores, coloque-as por último, misturando delicadamente aos outros ingredientes.

Técnicas estéticas também estão sendo usadas para incrementar o Escalda Pés tradicional. O conhecido Spa dos Pés é realizado, praticamente, do mesmo jeito, porém foram incluídas as técnicas de: Higienização, Esfoliação, Hidratação, e posterior Imersão dos pés em água morna.

Alguns benefícios do Escalda Pés:
- Aliviar a pressão nos pés
- Descansar as pernas
- Revigorar o corpo
- Combater sintomas da Depressão
- Reduzir calos
- Prevenção a dores de cabeça
- Melhorar a Circulação Sanguínea
- Repôr energias
- Melhora do equilíbrio físico e mental
- Hidratação e emoliência (no caso do spa dos pés)
- Outros.

Mas atenção, esta técnica é contra-indicada para diabéticos, portadores de arteriosclerose, isquemia, e com parcialidade para os que possuem pressão arterial baixa, ou baixíssima.

Gostou? Curta e compartilhe!
Abraços de luz.


terça-feira, 28 de novembro de 2017

FLORAIS DE BACH E A DEPRESSÃO

A depressão é um grande mal que vem se alastrando nos últimos anos, preocupante, pois é uma “doença da alma” silenciosa, porém extremamente destrutiva.

Estimativas da OMS, Organização Mundial da Saúde, em 2010 informavam que a depressão já atingia 5% da população mundial. Números que hoje se elevaram a 18%, cerca de 322 milhões de pessoas em todo o mundo. São dados preocupantes, inclusive para os brasileiros, que representam 11,5 milhões de pessoas que sofrem com depressão. Tragicamente, 15% desses indivíduos cometem suicídio.

A depressão é considerada pela psicoterapia holística uma doença manifestada pelo desequilíbrio emocional e o mal funcionamento do fluxo de energia vital para todos os sistemas.

O Dr. Bach, pesquisador e criador da Terapia Floral Moderna (que leva seu sobrenome), verificou que as doenças são expressões do conflito de nossa alma com nosso corpo físico em função de emoções e atitudes negativas do nosso cotidiano. Concluiu que, para uma cura efetiva do paciente, a personalidade do mesmo também deve ser tratada, equilibrando as emoções negativas com as positivas, e descobriu que determinadas flores possuem, tanto a energia vital, quanto as propriedades curativas capazes de trabalhar essas emoções.

Como é o caso dos Florais de Bach para depressão que atuam nas questões emocionais que geram a doença, porém as causas são diferentes para cada indivíduo. Por isso falamos que os Florais de Bach tratam o paciente, não a doença, sendo, portanto, um tratamento complementar, que não interfere no tratamento convencional, trazendo resultados notáveis.

Os Florais de Bach não possuem efeitos colaterais e não interferem em qualquer forma de tratamento, incluindo medicação homeopática, ervas ou alopática. Eles também podem ser usados como catalisadores na liberação de estados psicológicos negativos indesejados, potencializando a psicoterapia, tornando-se uma modalidade de cura que pretende trabalhar padrões mentais mais facilmente, ao invés de reprimir estados psicológicos negativos.

Há vários estudos de casos de terapias aliadas ao uso do Florais de Bach, porém, o único publicado é da médica italiana Maria Elisa Campanini, em que 115 pacientes que sofrem de depressão e ansiedade foram tratados complementarmente com Florais de Bach. Os investigadores relataram melhoria em 89% dos casos tratados, verificaram que o tratamento é completamente seguro e sem contraindicação, nem efeitos colaterais.

Os estudos ainda sugerem que os Florais de Bach trazem alívio para os que sofrem de depressão crônica, mesmo quando outros métodos de tratamento tenham sido infrutíferos.
O psicoterapeuta Daniel Mazzo, em seu site, relata dois casos de depressão estudados por ele: Senhora A e Senhora B. Ambas sofriam já há muitos anos de depressão crônica. A Senhora A havia realizado três tentativas anteriores de medicamentos, enquanto a Senhora B possuía um total de oito anos de psicoterapia e dois anos de intervenção psicotrópica. A Terapia Floral do Dr. Edward Bach foi usa em conjunto com a psicoterapia e medicamentos antidepressivos convencionais.

Relato do caso da Sra. A: “... mulher casada de 45 anos de idade, apresentou-se com intensos sentimentos de tristeza e vazio que ela não conseguiu superar. Outros sintomas consistiam de anedonia, culpa excessiva sobre a sua condição, perda significativa de energia e libido, insônia, aumento de peso, e uma auto avaliação negativa. Ela informou que os sentimentos depressivos haviam ocorrido em maior parte de sua vida adulta, mas foram significativamente presentes e implacáveis nos últimos 5 anos. Ela foi incapaz de identificar qualquer precipitante para sua depressão. Queixou-se de sentir enorme dificuldade em realizar suas tarefas diárias (por exemplo, limpeza, cuidar do cachorro da família), o que ela achou difícil iniciar e concluir, e foi facilmente desencorajados quando ela era incapaz de cumprir as metas pessoais (por exemplo, após uma regime de exercícios ou concluir um projeto familiar), que acabaria por agravar a depressão. Embora ela parecesse ser uma pessoa brilhante e muito talentosa, ela foi perturbada por um sentimento interior de incerteza profissional e emocional. ... Durante as 12 semanas seguintes (ao início do tratamento floral) a condição da sra. A foi monitorada... Dentro de 4 semanas, a tristeza, sensibilidade a contratempos, e a culpa haviam diminuído significativamente. Durante suas sessões ela começou a revelar seus conflitos de origem, que pareciam influenciar muito o jeito que ela vivenciava as situações do dia a dia, incluindo um nível subjacente de ressentimento. ... Na semana 8 ela estava notando uma diminuição dos sentimentos de raiva e renovado interesse pela vida, e relatou um aumento da energia física. Até o final da sessão 12 ela estava menos autocrítica e explorando ativamente suas crenças espirituais e interesses vocacional. Também reuniu energia para concluir um curso profissional...”

Relato do caso da Sra B: “ ... 40 anos, divorciada, sofria de sintomas de depressão desde a infância. Queixava-se de se sentir triste, com períodos frequentes de choro, perda de energia, diminuição da libido, e uma incapacidade de encontrar a alegria na vida. As ondas de tristeza se manifestavam por nenhuma razão aparente e duravam várias semanas. Ocorriam períodos de melhora temporária, mas por curtos períodos, logo os sintomas retornavam. ... estava tomando sertralina, 100mg/dia. Estava tomando esta medicação por dois anos e relatou que, enquanto a intensidade da depressão tinha melhorado, os estados disfóricos continuaram a atormentá-la. ... Eu estava vendo a sra B em psicoterapia semanal por seis meses antes de adicionar os Florais de Bach em seu tratamento. Com base nos sintomas, o diagnóstico no início da terapia era transtorno depressivo maior. ... Pela oitava semana de TERAPIA FLORAL, a frequência de episódios depressivos por semana foram diminuindo, e ela relatou mais prazer em sua vida. Ela também estava expressando seus estados de sentimentos com maior facilidade.... Na décima segunda sessão, a tristeza havia diminuído, e os padrões mentais negativos haviam se dissipado. Ela relatou renovada capacidade e vigor em completar tarefas, um aumento na libido, e sentindo-se menos irritável e irritada.”

Por tudo isso, podemos verificar que a Terapia Floral, quando usada em complemento ao tratamento convencional, torna muito mais rápida a resposta.

A medicina holística enxerga o ser humano como um todo. Sendo assim, quando um sintoma se apresenta, há o aspecto físico, psíquico e energético que devem ser tratados, e a Terapia Floral atua muito bem nesses três níveis.

Espero ter auxiliado com mais um pouco de explicação sobre a Terapia Floral. Se tiver dúvidas, fique à vontade para enviar um e-mail. 

Paz e Bem!